quinta-feira, 31 de março de 2011

WHEN A MAN LOVES A WOMAN- JOHNNY RIVERS .

Olivia Hussey


Muammar Kadhafi - Vai ter tambem " zonas de exclusão aérea na Chechênia ? Gaza...? . no Tibet?" .





("louco como uma raposa do deserto"
 Na verdade , o contribuinte americano paga estes  lixos  de comentarios e analises, mas no titulo acima a CIA acertou , me lembro da primeira entrevista de Muammar Kadhafi  em  1969 , ele em certo parte da entrevista declarou " o unico heroi que tive na infancia foi Rommel , referindo-se ao Mal. alemão Erwin Rommel, " A Raposa do Deserto" heroi de muitos meninos conteporaneos de Muammar Kadhafi  , agora prestando atenção a movimentação de suas tropas ,Muammar Kadhafi  age como Rommel , que dizia " não ha nada aqui alem de deserto , para que manter a posse do  deserto quando o unico objetivo é a aniquilação do inimigo" ., assim Muammar Kadhafi  visa em  sua campanha a destruição de seus inimigos e não apenas retomar cidades , engraçado mas Rommel lutou  ali contra ingleses , australianos  , indianos teve muitas  vitorias ,  quando se retirou levou 70% e poucos de seus efetivos  de volta . Ainda cabe uma pergunta : e a auto determinação dos povos , o principio de não ingerencia em assuntos internos de outros paises , a ONU jogou no lixo ? .,Vai ter tambem "  Zona de exclusão aerea na Chechênia " ? . no Tibet? .)

Texto abaixo extraido de relatórios da Cia para o Depto, de Estado.


Usando métodos científicos, a CIA faz avaliações psicológicasde líderes como Khadafi e Chavez e tira conclusões que podem afetar a política global.

Ele é um narcisista delirante, que lutará até o último suspiro. Ou um showman impulsivo, que pulará no próximo voo quando encurralado. Ou talvez um psicopata, um estrategista frio e calculista – louco como uma raposa do deserto.

O fim de jogo na Líbia parece depender dos instintos de Muammar Kadhafi e qualquer compreensão desses instintos seria incrivelmente valiosa aos políticos aliados. Jornalistas formaram suas impressões a partir de histórias ou de suas ações no passado; outros usaram suas recentes afirmações sobre a al-Qaeda e o presidente Barack Obama.

Contudo, ao menos um grupo tentou construir um perfil baseado em métodos científicos e suas conclusões são as mais prováveis de afetar a política dos EUA. Durante décadas, analistas da CIA e do Departamento de Defesa americano reuniram avaliações psicológicas de líderes hostis como Kadhafi, Kim Jong-Il, da Coreia do Norte, e o presidente Hugo Chávez, da Venezuela – assim como de seus aliados, potenciais sucessores e outras autoridades de destaque. Obviamente, muitos governos estrangeiros fazem o mesmo.

Diplomatas, estrategistas militares e até mesmo presidentes usaram esses perfis para tomar decisões – em alguns casos para seu benefício, em outros para prejuízo.

O perfil político “talvez seja mais importante em casos onde há um líder que domina a sociedade, agindo praticamente sem restrições”, disse o Dr. Jerrold Post, psiquiatra que dirige o programa de psicologia política da Universidade George Washington e fundou o setor da CIA que conduz análises comportamentais. “E esse tem sido o caso aqui, com Kadhafi e a Líbia”.

Os dossiês oficiais são confidenciais, mas os métodos são bem conhecidos.

Psicólogos civis desenvolveram muitas das técnicas, baseados principalmente em informações públicas sobre dado líder: discursos, declarações, fatos biográficos, comportamento observável. As previsões resultantes sugerem que a “definição de perfil à distância”, como a técnica é conhecida, ainda parece mais uma arte do que uma ciência. Assim, numa crise como a da Líbia, é crucial conhecer os dois lados dessas avaliações: seu valor potencial e as limitações reais.

“Definidores de perfil são melhores em prever comportamentos do que um chimpanzé com os olhos vendados, claro, mas a diferença não é tão grande quanto se esperaria”, afirmou Philip Tetlock, psicólogo da Wharton School, na Universidade da Pensilvânia, e autor de “Expert Political Judgment: How Good Is It? How Can We Know?” (Princeton University, 2006). Ele mesmo já traçou alguns perfis. “Não existe ingrediente secreto e minha impressão é que muitas vezes o processo pode ser apressado”, quando algum líder subitamente se torna uma prioridade.
O método mais antigo é baseado em estudos de casos clínicos, as biografias psicológicas criadas por terapeutas ao fazer um diagnóstico, citando influências que remetem até a infância. O primeiro registro encontrado, encomendado no início da década de 1940 pelo Gabinete de Serviços Estratégicos, agência antecessora da CIA, foi sobre Adolf Hitler; no documento, o especialista em personalidades Henry A. Murray, de Harvard, especulava livremente sobre a “infinita auto-humilhação”, o “pânico homossexual” e as tendências edipianas do Führer.
Analistas ainda usam essa abordagem clínica, mas agora com um embasamento muito mais sólido em fatos biográficos do que em especulações freudianas ou opiniões pessoais. Num perfil de Kadhafi para a revista “Foreign Policy”, Post conclui que o ditador, embora geralmente racional, é inclinado a pensamentos delirantes quando está sob pressão – “e neste momento, ele se encontra sob a maior pressão que já sentiu desde que assumiu a liderança da Líbia”.

Em seu íntimo, Kadhafi enxerga a si mesmo como o último forasteiro, o guerreiro muçulmano enfrentando probabilidades impossíveis, segundo Post, e estaria “realmente preparado para morrer em chamas”.

Caracterizações desse tipo foram inestimáveis no passado. Em preparação para as negociações de paz entre Israel e Egito, em Camp David, a CIA providenciou ao presidente Jimmy Carter perfis dos líderes de ambas as nações, Menachem Begin e Anwar Sadat. Em sua autobiografia “Keeping Faith”, Carter afirmou que os perfis lhe forneceram percepções cruciais, ajudando a assinar o acordo de paz.

O documento sobre o presidente do Egito, “O Complexo de Prêmio Nobel de Sadat”, apontava que Sadat “vê a si mesmo como um grande estrategista e fará concessões táticas se for convencido de que seus objetivos gerais serão atingidos”. O relatório acrescentava que “sua autoconfiança lhe permitiu tomar iniciativas ousadas, atropelando frequentemente as objeções de seus conselheiros”.

Mas as avaliações também podem ser enganosas, até mesmo constrangedoras.

Perfis de Saddam Hussein, circulando no início da década de 1990, sugeriam que ele era basicamente um pragmático que cederia sob pressão. E em 1993, a CIA supostamente entregou um dossiê a estrategistas alegando que o líder haitiano, Jean-Bertrand Aristide, teria um histórico de doenças mentais, incluindo psicose maníaco-depressiva.

Aristide negou furiosamente, e o relatório foi rapidamente desacreditado.
Numa revisão de 1994 sobre o episódio, na revista “Foreign Policy”, Thomas Omestad escreveu que o perfil era “raso em fatos e profundo em especulações; os dados estavam mais próximos de um assassinato de personagem do que de uma análise”.
Especialistas em inteligência aprenderam a limitar suas apostas ao longo dos anos, complementando histórias de caso com técnicas de “análise de conteúdo” – que procuravam padrões nos comentários e textos de um líder. Por exemplo, um software desenvolvido por uma pesquisadora da Universidade de Syracuse, Margaret Hermann, avalia a frequência relativa de certas categorias de palavras (como “eu”, “meu”, “a mim”) em entrevistas, discursos e outras fontes, vinculando os resultados a traços de liderança.

Uma técnica usada por David G. Winter, professor de psicologia da Universidade de Michigan, utiliza fontes similares para julgar os motivos de líderes, em especial sua necessidade por poder, conquistas e afiliação. A frase “Nós certamente podemos varrê-los para fora” reflete uma forte orientação pelo poder; o comentário “Após o jantar, nos sentamos todos juntos, conversando e rindo” indica afiliação.

“Combine alto poder com alta afiliação e a pessoa tende ao diálogo. Alto poder e baixa afiliação sugerem agressividade”, afirmou Winter, que já traçou perfis dos presidentes Richard Nixon e Bill Clinton, entre muitos outros. “Essa é a ideia, embora seja óbvio que nenhuma previsão é certa”.

Pelo menos um grupo de definidores de perfis políticos incorporou essa exata falha – a incerteza – em suas previsões. Peter Suedfeld, psicólogo da Universidade da Columbia Britânica que trabalhou com Tetlock, analisa as palavras do líder para classificar uma qualidade chamada de complexidade integrativa. Essa é uma medida do grau de certeza das pessoas, da segurança em seus próprios julgamentos, se elas consideram qualquer ponto de vista contrário.

Numa série de estudos, os pesquisadores compararam as comunicações que levaram à deflagração da Primeira Guerra Mundial e da Guerra da Coreia com aquelas que levaram a uma solução pacífica, como a crise dos mísseis cubanos de 1962. Quanto maior o nível de incerteza reconhecida, concluiu Suedfeld, menor a probabilidade de o líder optar pela guerra.

Ele ainda não analisou os comentários de Kadhafi, mas não é preciso ser nenhum especialista para observar que o líder líbio parece muito seguro, mesmo que nem sempre coerente.

O que falta a toda essa análise e moldagem de números é qualquer ideia sobre quais métodos são mais úteis, e quando. Numa detalhada revisão de análises de inteligência publicada neste mês, um destacado painel de cientistas sociais concordou completamente: a definição de perfis psicológicos, assim como outros métodos usados por analistas de inteligência para prever comportamentos, está precisando urgentemente de testes mais rigorosos.

E de novas ideias. Numa ação incomum, o Gabinete do Diretor Nacional de Inteligência, que encomendou o estudo, patrocinou um tipo de competição ( http://goodjudgment.info), convidando pessoas a testar suas próprias técnicas de previsão – e buscando aprimorar as análises de inteligência.

Frente ao desafio de prever o que líderes como Kadhafi são capazes de fazer, pense nisso como um pedido de ajuda.

Kadhafi  investiu muito no  Brasil , compra muito alimento , armamento  e até  im  IRECE - BA , ele estava investindo , o prejuizo deste conflito para o Brazil é  enorme.

terça-feira, 29 de março de 2011

A greve está suspensa. Mantido o “estado de greve” .

A greve da categoria paulista de profissionais de TI está suspensa. O Tribunal Regional do Trabalho designou um relator para estudar o caso. A decisão ficou para meados de abril.
A princípio, a decisão era de manutenção da paralisação. Essa era a informação da assessoria do Sindpd ao final da audiência no órgão público paulista. Mas o sindicato agora trouxe a informação de que o que permanece é apenas o chamado “estado de greve”. A entidade aguardará a decisão sobre o caso na justiça, o que ocorrerá por meio de parecer de um relator designado pelo TRT.

A luta pelo fim do maldito vale coxinha , e por  salários  dignos  continua , a categoria se mantera alerta.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Profissionais de TI ... A luta irmãos !!! Por salarios justos , e pelo fim do maldito vale coxinha !!!.


A greve dos Profissionais de TI do Estado de São Paulo, iniciada oficialmente nesta segunda-feira, envolve manifestações na capital e interior paulista.

De acordo com o Sindpd (Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo), o movimento de hoje afeta as seguintes empresas: HP/EDS, Sonda Prockwork, Stefanini, Tivit, Fidelity, Dedic/GPI, CPM, Indra, Prodam e Prodesp (respeitando a cota de 80%), além de companhias no interior.
No Twitter, o sindicato menciona as manifestações na HP/EDS, Tivit, CPM Braxis, Stefanini e PrintLaser.

“Neste momento, manifestações de greve em Alphaville, HP/EDS (Imigrantes), Tivit (Santo Amaro) e no interior do estado. Funcionários da HP/EDS cruzaram os braços. Em protesto, trabalhadores vão para casa. CPM Braxis parou”.

Segundo relato do sindicato, nem todas as empresas receberam bem a movimentação dos grevistas. “Gerente da Tivit pressiona trabalhadores e duas viaturas da Polícia Militar chegam à entrada da empresa”, afirmou o Sindpd.

“A Fidelity em Itú parou 100%. Manifestações de greve na Fidelity e na Tivit continuam. Manifestações agora na Stefanini e PrintLaser”, tuitou o Sindpd nesta manhã.

*Atualização: no início da tarde, a Tivit emitiu nota oficial sobre o assunto. Confira abaixo:

A TIVIT, empresa de serviços integrados de TI e BPO, informa que participou e acompanhou as últimas reuniões de negociação da Convenção Coletiva entre o sindicato laboral (SINDPD) e o sindicato patronal (SEPROSP).

Desde o início das negociações, a TIVIT, por meio da representação do SEPROSP, tem se empenhado para rever as negociações de renovação da Convenção Coletiva de Trabalho.
Neste momento, a empresa aguarda a decisão do Poder Judiciário quanto ao reajuste salarial que será aplicado pela categoria
Enquanto isso, todos os colaboradores trabalham normalmente nas unidades da empresa. A movimentação do sindicato laboral não tem afetado a qualidade e a alta disponibilidade dos serviços prestados pela TIVIT.

Sem acordo

Em audiência realizada na sexta, dia 25, o Seprosp (Sindicato das Empresas de Processamento de Dados e Serviços de Informática do Estado de São Paulo) não aceitou a proposta do Ministério Público do Trabalho (MPT) de aumento salarial de 8,6% para a categoria paulista.




O sindicato patronal sugeriu um índice de reajuste menor, de 7,5%, rejeitado pelo Sindpd, entidade ligada aos trabalhadores.

O Seprosp também não aceitou a proposta do órgão paulista da concessão obrigatória por parte das empresas do benefício de Participação em Lucros e Resultados (PLR), além de propôr um valor inferior de vale-refeição, oito reais, restrito a empresas com mais de 200 empregados. O MPT havia proposto R$ 12 para jornada de trabalho de oito horas, com acréscimo de R$ 6 nos casos de carga horária superior.

O sindicato dos patrões também negou-se a criar os pisos para programadores e analistas, propostos pelo MPT, nos valores de R$ 1,2 mil e R$ 1,8 mil, respectivamente.

Diante da negativa do sindicato patronal em relação à proposta conciliatória do MPT, o Sindpd não só declarou que a categoria paulista entra em greve como também não abrirá mão do atendimento às condições por ele propostas, inicialmente, antes das audiências: aumento salarial real de 11,9%, vale-refeição diário de 15 reais, participação nos lucros, além de ampliação dos pisos da categoria e licença maternidade obrigatória de seis meses.

Nota :


Hoje todos sabemos que os profissionais de TI são pouco valorizados em vista o que eles fazem para o negócio.
Nos dias atuais com a velocidade e disponibilidade das informações e facilidade que TI traz para todos ele é indispensável em qualquer segmento do mercado.
Em época de alinhamento de TI ao Negócio e TI trabalhando como parceiro estratégico do negócio,o setor de tecnologia tem sua importância elevada e torna-se um importante papel dentro de qualquer empresa.
Segue  informe sobre a greve ocorrida em SP.


Por unanimidade, os cerca de mil trabalhadores da tecnologia da informação do estado de São Paulo que participaram da assembleia realizada neste no sábado (12) pelo Sindpd, decidiram decretar estado de greve e ingresso de dissídio coletivo na Justiça do Trabalho.
“Não nos deixaram outra alternativa. A categoria está coesa e consciente de que a paralisação e a Justiça do Trabalho é o melhor caminho para conquistarmos o nosso direito, que é o de termos um aumento digno, vale-refeição e PLR”, afirma o presidente do Sindpd, Antonio Neto.
Em sua intervenção, o presidente fez um histórico da negociação e explicou para os trabalhadores como o movimento irá prosseguir. “O Sindpd vai avisar a sociedade, por lei deve fazer um comunicado em jornal às empresas tomadoras e prestadoras de serviço de TI. Estamos em estado de greve e temos o direito de paralisar as atividades das empresas, começando pelas que integram a comissão patronal”, afirma Antonio Neto.
A negociação salarial dos trabalhadores de TI foi interrompida em janeiro depois de quatro rodadas de debates entre o sindicato patronal e o Sindpd. As principais reivindicações dos trabalhadores são 11,9% de aumento salarial linear, desenvolvimento de plano de Participação em Lucros e Resultados (PLR), auxílio-refeição de R$ 15 por dia e ampliação de pisos. O sindicato patronal oferece reajuste salarial de 6,47%, índice que apenas repõe a inflação, e refuta todas as outras solicitações.
De acordo com a lei de greve, por ser considerado serviço essencial, o sindicato deve publicar um anúncio em jornal de grande circulação, para informar as empresas tomadoras e prestadoras de serviços de TI. Após 72 horas da publicação, os trabalhadores poderão dar início às paralisações, que podem ser pontuais ou generalizadas. Ainda de acordo com a lei “é vedada a rescisão de contrato de trabalho durante a greve, bem como a contratação de trabalhadores substitutos”.
Durante a assembleia estiveram presentes trabalhadores de todas as regionais do Sindpd. Dentre elas, caravanas de Santos, Ribeirão, Sorocaba, Campinas e Araraquara. Contudo, o maior número de trabalhadores presentes foi da capital e região metropolitana, mesmo diante da tentativa de desmobilização patrocinada por algumas empresas.
Uma delas, por exemplo, a Totvs, ofereceu um churrasco para os trabalhadores na hora da assembleia. “A TOTVS marcou um churrasco hoje no novo prédio, talvez assim evite a presença dos funcionários. Uma vergonha o nosso RH”, comentou um trabalhador.
Outro profissional da HP/EDS comentou o fato da empresa ter reajustado os salários pela inflação antes da assembleia. “Adiantar 6,47% sem que as negociações tenham sido concretizadas demonstra o medo de que essa greve seja realizada, tentando agradar o funcionário, se passando por uma excepcional empresa que esta do lado do trabalhador.
Hoje eu quero GREVE, não pelo dinheiro, mas pelo respeito e valorização dessa classe que garante lucros exorbitantes para as empresas sobre um serviço essencial em um mundo capitalista que necessita de ter a melhor TI a cada segundo”, disse.
Para o secretário geral do Sindpd e coordenador do interior, José Gustavo Oliveira Netto, a presença dos trabalhadores do interior é muito importante para este momento decisivo da categoria. “É fundamental a participação de todos. Tanto do interior, quanto da capital. Nós precisamos juntos, lutar por um auxílio refeição decente. Não dá para viver com auxílio coxinha. Nós temos força, vamos à luta”, frisa.
A votação para o deliberação de estado de greve foi unanime dentre os presentes. “Precisamos explodir, sair às ruas, as praças, as empresas. Trabalhador unido jamais será vencido”, pondera o diretor Paulo Teixeira Sabóia. “Sabemos que juntos somos mais fortes e podemos reivindicar o que é justo. Esse é um momento histórico para a nossa categoria”, completa o vice-presidente João Antonio Nunes Gomes.
No total foram quatro rodadas de negociação com o sindicato patronal. Entretanto o Sindpd não recebeu um retorno positivo. Desde 31 de janeiro quando as negociações foram suspensas, o sindicato realizou várias manifestações. Além dos quase 40 mil sócios que receberam a convocação durante esse período, o sindicato procurou atingir as principais companhias nesta fase de mobilização.
Vale lembrar que trabalhadores de outras empresas já foram mobilizados pela presença dos diretores do Sindpd como Stefanini, CPM Braxis, Prodesp, Prodam, BRQ, Softtek, Datasist, Prologos, Adp, Orservice, Tecban, Tecnoset e Spreed.
“O patronal tem condições de ofertar e pagar mais. Temos todos os dados da lucratividade do setor. Todos os dias os jornais publicam notícias afirmando isso.
Vejam alguns exemplos: Stefanini IT adquire duas empresas e já planeja novas aquisições; Stefanini faz compras nos EUA e Colômbia; 2011: um marco para o setor de TI; empresas gastam R$ 62 bi com TI; mercado brasileiro de TI crescerá 13% em 2011, projeta IDC; lucro da Totvs cresce 14,6% em 2010, para R$ 137,8 milhões; mercado brasileiro de TI será de US$ 25 bilhões em 2011; lucro da HP cresce 16% no primeiro trimestre fiscal; lucro da IBM alcança de US$ 5,3 bilhões no 4º trimestre. Nós queremos que as empresas lucrem, mas que este lucro seja dividido, que valorizem o empenho do trabalhador”, disse Antonio Neto.
Em 2010, o Brasil teve o maior crescimento dos últimos 26 anos. De acordo com a empresa de consultoria internacional Gartner, a previsão de crescimento para as empresas do setor de TI é de 12 a 15%. No segmento de TI a mão de obra é responsável por 70% do custo do produto final, a produção depende incondicionalmente dos trabalhadores.
“Isso causa indignação, nós sabemos que existe muito dinheiro para dar aumento real. Eles estão precisando dos trabalhadores então essa é a hora de cobrar o que é nosso por direito”, analisa a dirigente Arlete Bittercourt. Para se ter uma ideia, um setor que cresce de 4 a 5% ao ano é considerado de alto rendimento. O segmento de TI apresentou aumento de 15 a 20% no ano passado.

A luta  irmãos !!!  Por  salarios  justos , e pelo fim do maldito  vale coxinha !!!

sexta-feira, 25 de março de 2011

Trabalhadores em Processamento, Gréve já.Pelo fim do maldito "Vale Coxinha".



 "Sem acordo. Sindpd refuta desrespeito do Seprosp. Vamos à greve, vem aí o apagão de TI", diz um dos tuítes do perfil do Sindpd no microblog. "Somente empresas que prestam serviços essenciais devem manter o número necessário de empregados em atividade", afirmou o sindicato, mais tarde, em texto publicado em seu site.
Não houve acordo com o sindicato patronal e a categoria paulista entrará em greve a partir de segunda-feira, confirma no Twitter o sindicato dos trabalhadores de TI.
O Seprosp (Sindicato das Empresas de Processamento de Dados e Serviços de Informática do Estado de São Paulo) propôs um índice de reajuste menor para a categoria paulista, 7,5%, contra os 8,6% propostos pelo Ministério Público do Trabalho (MPT).
No que tange ao vale-refeição, o sindicato dos patrões sugeriu um valor menor: oito reais (o MPT havia proposto R$ 12 para jornada de trabalho de oito horas, com acréscimo de R$ 6 nos casos de carga horária superior). Além disso, quer que o benefício seja destinado apenas a empreasas com mais de 200 empregados.
O Seprosp também não aceitou a obrigatoriedade de implantação de Participação em Lucros e Resultados (PLR) e negou-se a criar os pisos para programadores e analistas, propostos pelo MPT, nos valores de R$ 1,2 mil e R$ 1,8 mil, respectivamente.
Salarios de fome pagos a categoria mais importante da economia  nacional não podemos continuar nesta situação de penuria , de exploração medieval , a categoria tem  que ser respeitada , temos que desligar tudo , apagar tudo , somente assim havera respeito com a categoria ,  mesmo mantendo o minimo de companheiros na  ativa quando desligar-mos  certas areas  tudo  "vai travar tudo" , maquininhas de ponto de venda , paradas, bancos parados , supermercados  parados , e o governo travado , .

Categoria  o poder  esta  conosco ,  greve  na  segunda.
Pelo fim do maldito  "Vale Coxinha".

terça-feira, 22 de março de 2011

Profissionais de TI . greve segue suspensa.


Em nova audiência entre representantes dos sindicatos dos profissionais de TI e o da entidade, o Ministério Público do Trabalho de São Paulo propôs um aumento de 8,6% para a categoria.
A mediadora do encontro, Dra. Laura Martins Maia de Andrade, procuradora regional do trabalho, ainda propôs vale-refeição de R$ 12 para jornada de trabalho de oito horas (com o acréscimo de R$ 6 nos casos de carga horária superior), obrigatoriedade de implantação de Participação em Lucros e Resultados (PLR) e a inclusão dos pisos para programadores, com valor mínimo de R$ 1,2 mil, e para analistas, com o valor a partir de R$ 1,8 mil.
“Se não houver piso para esses cargos, as empresas podem acabar achatando os salários, pagando como técnico o profissional que tem formação superior”, explicou.
O Sindicato das Empresas de Processamento de Dados e Serviços de Informática do Estado de São Paulo (Seprosp) preferiu não dar uma resposta nesta terça, alegando que precisa submeter a proposta do MPT/SP a seus associados em assembléia extraordinária. A entidade patronal se comprometeu a dar uma resposta sobre o aumento até sexta-feira.
“A proposta de conciliação do Ministério é muito boa para a categoria. Ela atende as nossas principais reivindicações. Agora a decisão está nas mãos dos empresários. Ou aceitam a conciliação, ou paramos. Não há outra alternativa”, ressalta Antonio Neto, presidente do Sindpd.
O sindicato dos profissionais de TI decidiu, então, que até a próxima sexta-feira a greve segue suspensa.
O aumento salarial de 8,6%, proposto pelo MPT, representa um ganho real para a categoria de 2,13% acima do índice da inflação medido pelo INPC/IBGE.

Estádio , olha a encrenca que o Corinthians se meteu.




Sem conseguir dar garantias financeiras suficientes para receber empréstimo diretamente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) que pague as obras do Itaquerão, o Corinthians e o fundo criado para gerir o dinheiro destinado ao estádio acionaram um outro banco estatal.
Como o fundo criado não tem consistência para solicitar e receber dinheiro do BNDES, foi necessária a inclusão de um agente repassador.O BNDES não empresta diretamente ao interessado , mas sempre via um Banco.De acordo com gente envolvida no projeto, a Caixa pegará o valor do empréstimo no BNDES, com a baixa taxa de juros cobrada pelo banco, e repassará ao fundo usando como base as suas taxas de juros, encarecendo o custo das obras da arena.
Dessa maneira, a Caixa Econômica Federal, que admitiu ter sido procurada para realizar a operação, mas não confirma se ela se concretizará, poderá receber o valor do BNDES e o levar ao fundo.
Como não há ainda orçamento fechado referente à construção do estádio escolhido para abrir a Copa do Mundo de 2014, não há o valor definido do empréstimo.
Se essa transação de fato acontecer, há duas importantes implicações que caminham juntas: o risco da Caixa de não receber e o encarecimento do custo da obra.
A construção do estádio corintiano deverá ultrapassar bastante o valor estimado hoje, de R$ 600 milhões.
A escolha da Caixa para ser o agente repassador se deu por apresentar juros menores que bancos privados e aceitar as condições financeiras que o fundo oferece.
Sem garantir que participará da operação, a Caixa diz que não pode detalhar as condições da transação.
Andres Sanchez, o presidente do Corinthians, afirma apenas que é a Odebrecht, responsável pelas obras para erguer a arena, que dará garantias financeiras para levantar o dinheiro no BNDES.
Toda essa engenharia financeira só foi desenvolvida por causa da urgência em iniciar as obras para que o estádio fique pronto a tempo de sediar partidas da Copa no Brasil.
Além da corrida pela viabilidade financeira da construção da arena, existem as questões legais pendentes na Prefeitura de São Paulo , e no Ministério Publico de SP. para que se iniciem os trabalhos.
Na semana passada, o projeto foi analisado pela Câmara Técnica de Legislação Urbanística, que aprovou o conceito da construção. Agora, o projeto segue o trâmite para que seja aprovado.
Para a prefeitura, faltam soluções para algumas pendências. Entre elas, uma referente aos dutos da Petrobras que passam pelo terreno onde será construído o estádio.
A expectativa é que a obra esteja aprovada para começar em, no mínimo, 40 dias.
Agora , havia a proposta do Bradesco e da construtora alemã Hochtief ,do Banco Banif , apresentada Pelo Dr Manuel da Lupa , que se lastreava por um grupo de investimento Suisso e auditada pela PricewaterhouseCoopers  http://www.pwc.ch/ , éra assinar e pegar as chaves etc . Andrés e Rosemberg recusarão ,. para que ? , para endividar o Corinthians ? . Para pagar juros ? .
Com a Caixa não se brinca , basta perguntar aos mutuarios . O Rosemberg o mesmo do plano cruzado , sempre acaba aprontando na sua arquitetura financeira , .
Agóra vaidade e ciumes em homens é literalmente " FÓDA" , apenas porque foi o conselheiro Edgar Ortiz Patrono  do  projeto  da  Hochtief, o Andrés e Rosemberg recusarão.

quinta-feira, 17 de março de 2011

Trabalhadores de TI ., “Foi decretado o estado de greve da categoria para vigorar a partir de 18.03.2011”.


































Dois mil trabalhadores estiveram presentes na assembleia realizada na sede do sindicato no último sábado, quando a categoria decidiu entrar em estado de greve
Para tentar evitar greve de trabalhores de TI em São Paulo, o Ministério Público do Trabalho em São Paulo/Procuradoria Regional da 2ª Região convocou Sindpd e Seprosp para audiência nesta sexta.

Segundo informa o sindicato paulista dos trabalhadores de TI em seu site, o órgão paulista emitiu uma notificação ontem convocando uma reunião, para esta sexta, 18, às 10h30, com as presenças do presidente do Sindpd, Antonio Neto, e dos representantes do Sindicato das Empresas de Processamento de Dados e Serviços de Informática do Estado de São Paulo, o sindicato patronal.
A audiência busca a reconciliação entre trabalhadores e empresários do setor de TI paulista, diante do atual estado de greve, em vigor desde o último sábado.
No documento, que possui caráter de urgência, o órgão deixa claro o desejo de chegar a um consenso, para que a intenção de iniciar uma greve a partir desta sexta seja revista pela categoria.
"Consideramos muito importante esta iniciativa do Ministério Público. Será mais uma oportunidade para expormos os motivos que levaram a categoria a deflagrar a greve. Demonstraremos que o nosso movimento não se restringe apenas a assegurar as conquistas econômicas, mas também para combatermos as práticas ilegais e imorais das empresas de tecnologia da informação com relação ao uso de PJs e outras formas para explorar o trabalhador, sonegar impostos e lucrar mais", declara na nota o presidente do Sindpd.
Com a publicação do aviso de estado de greve, está assegurado o direito dos trabalhadores de TI de iniciar as paralisações a partir do próximo dia 18 de março, 72 horas após o anúncio, conforme prevê a legislação vigente.

No edital, o Sindpd notifica o Sindicato das Empresas de Processamento de Dados e Serviços de Informática do Estado de São Paulo (Seprosp), as empresas tomadoras e as prestadoras de serviços de processamento de dados e tecnologia de informação do Estado de São Paulo e o público em geral de que, nos termos da deliberação da Assembléia Geral realizada no dia 12.03.2011, “foi decretado o estado de greve da categoria para vigorar a partir de 18.03.2011”.

Na nota, o Sindpd informa que “durante o movimento de paralisação o contrato de trabalho dos empregados fica suspenso, sendo vedadas rescisões contratuais enquanto não houver acordo ou enquanto não for julgado o dissídio coletivo. Portanto, o Sindpd não homologará rescisão de contrato de trabalho que venha a ocorrer a partir de 18.03.2011".

"Este é um ponto delicado, sobre o qual não nos estender para não colocar em risco a estratégia do sindicato. Não podemos nos afobar, temos que ter cuidado e preparar muito bem o terreno para que tudo dê certo. Não podemos usar todos os nossos instrumentos de uma vez só. É necessário utilizar o elemento surpresa, que neste momento consiste num dos nossos maiores trunfos", destaca o presidente Antonio Neto.

A negociação salarial da categoria foi interrompida em janeiro depois de quatro rodadas de debates entre o sindicato patronal e o Sindpd.

As principais reivindicações dos trabalhadores são: 11,9% de aumento salarial linear, desenvolvimento de plano de Participação em Lucros e Resultados (PLR), auxílio-refeição de 15 reais por dia e ampliação de pisos.

O sindicato patronal oferece reajuste salarial de 6,47%, índice que o Sindpd diz apenas repor a inflação.

terça-feira, 15 de março de 2011

Psychotronic technology.



Psychotronic technology has long been thought to be impossible by the majority of people and have been relegated to science fiction. The fact is that scientists developed this technology into reality at least thirty years ago and started experiments with unwitting people.

Psychotronics is the ability, using extremely low frequency (ELF) waves and other means to manipulate a person emotions, thoughts, bodily functions, will etc all from a remote location. Using this technology a person or possibly an entire population can literally be controlled like a robot with a remote control. How is this done?

Earth is wrapped in a donut shaped magnetic field. Circular lines of flux continuously descend into the North Pole and emerge from the South Pole. The ionosphere, an electromagnetic-wave conductor, 100 kms above the earth, consists of a layer of electrically charged particles acting as a shield from solar winds. Natural waves are related to the electrical activity in the atmosphere and are thought to be caused by multiple lightning storms.

Collectively, these waves are called ”The Schumann Resonance,’ the current strongest at 7.8 Hz.

These are quasi-standing ELF waves that naturally exist in the earth‘s ”electromagnetic" cavity, the space between the ground and the ionosphere. These ”earth brainwaves" are identical to the spectrum of our brainwaves. (1 hertz = 1 cycle per second, 1 Khz = 1000, 1 Mhz =1 million. A 1 Hertz wave is 186,000 miles long; 10 Hz is 18,600 miles. Radio waves move at the speed of light.)

The Creator designed living beings to resonate to this natural frequency pulsation in order to evolve harmoniously.

These natural geomagnetic waves are being replaced by artificially created very low frequency (VLF) ground waves coming from GWEN Towers.

Dr. Andrija Puharich (in the 1950 & 60s), found that a clairvoyant‘s brainwaves turned to 8 Hz when their psychic powers were operative. In 1956, he observed an Indian Yogi controlling his brainwaves, deliberately shifting his consciousness from one level to another. Puharich trained people via bio-feedback to do this consciously, that is, creating 8 Hz waves with the technique of bio-feedback. A psychic healer generated 8 Hz waves through a hands-on healing process, actually alleviating that patient‘s heart trouble; the healer‘s brain emitting 8 Hz.

One person, emitting a certain frequency, can make another also resonate to the same frequency. Our brains are extremely vulnerable to any technology that sends out ELF waves, because they immediately start resonating to the outside signal by a kind of tuning-fork effect.

Puharich further experimented, discovering that,

* 7.83 Hz (earth‘s pulse rate) made a person ”feel good," producing an altered-state
* 10.80 Hz causes riotous behavior
* 6.6 Hz causes depression.
* 10 Hz puts people into a hypnotic state

Russians and North Koreans use this 10 Hz frequency in portable mind-control machines to extract confessions. (This system can also be found in some American Churches to help the congregation believe!)

Puharich was somehow induced to work for the CIA where he and Dr. Robert Becker designed equipment to measure these waves and their effect on the human brain. Puharich started his work by putting dogs to sleep.

By 1948/49, he had graduated to monkeys, deliberately destroying their eardrums to enable them to pick up sounds without the eardrum intact. He discovered a nerve from the tongue could be used to facilitate hearing. He created the tooth implant that mind-control victims are now claiming was put in by their dentist, unbeknownst to them, and causing them to hear ”voices in their head.‘ These were placed under caps or lodged in the jaw.

The human body, much like a computer, contains myriad data processors. They include, but are not limited to, the chemical-electrical activity of the brain, heart, and peripheral nervous system, the signals sent from the cortex region of the brain to other parts of our body, the tiny hair cells in the inner ear that process auditory signals, and the light-sensitive retina and cornea of the eye that process visual activity. The body is capable not only of being deceived, manipulated, or misinformed but also shut down or destroyed -- just as any other data-processing system. The "data" the body receives from external sources -- such as electromagnetic, vortex, or acoustic energy waves -- or creates through its own electrical or chemical stimuli can be manipulated or changed just as the data (information) in any hardware system can be altered.

When we say words to ourselves, silently, or, read a book, we can actually feel the slight sensations of those words in our vocal muscles - all that is absent is the passage of air. Thought reading is an enhanced version of computer speech recognition, with EEG waves being substituted for sound waves. The easiest "thought" reading is actually remote picking up of the electro-magnetic activity of the speech-control muscles. Scientists have also found that they could convert thoughts into computer commands by deciphering the brain's electrical activity.

Powerful CFR and Trilateral insiders have long known how electro-magnetic weapons can be effectively utilized to wage political warfare against America’s population. President Lyndon Johnson’s Science Adviser, Dr. Gordon J.F. MacDonald wrote the globalist-promoting 1968 book, unless peace comes, a scientific forcast of new weapons.

MacDonald described how man-made changes in the electrical earth-ionosphere can be used for mass behavioral control. He said that low frequency electromagnetic oscillations can attack the low frequency electromagnetic brain waves in human beings.

Zbigniew Brzezinski, the founding director of David Rockefeller’s Trilateral Commission, also served as President Jimmy Carter’s National Security Director, where he founded the infamous FEMA that is designed to implement world government dictatorial rules over the U.S.A. predicted these exact types of electromagnetic psychotronic weapons.

He stated: “It is possible - and tempting - to exploit, for strategic-political purposes, the fruits of research on the brain and on human behavior... Accurately timed, artificially excited electronic strokes could lead to a pattern of oscillations that produce relatively high power levels over certain regions of the earth In this way, one could develop a system that would seriously impair the brain performance of a very large population in selected regions, over an extended period.”

Low-frequency radiation affects the electrical activity of the brain and can cause flu-like symptoms and nausea. Other projects sought to induce or prevent sleep, or to affect the signal from the motor cortex portion of the brain, overriding voluntary muscle movements.

The bulk of recent telepathy research in the U.S.S.R. has been concerned with the transmission of emotional or behavioral impulses and the study of physiological response to PK exercises etc...By the early 1970’s CIA agents in the field reported that the Soviets were able to influence telepathically the behavior of people, alter their emotions or health, and even kill at long distance.

In a ‘Psychotronic War’ using microwaves modulated using ELF waves, it would no longer be necessary to kill whole armies by inducing cardiac or respiratory irregular signals. The enemy can simply be incapacitated by disturbing their states of balance or confusing the ability to think logically. The manipulation of human beings, by means of ELF waves is relatively easy to perform.

In 1977, the U.S. Defense Intelligence Agency (DIA) declassified a report describing how vast advances in Soviet psychotronic technology can create the ultimate big brother society, by using electronic mind control against populations to implant ideas and thoughts into the heads of unsuspecting victims:

“sounds and possible even words, which appear to be originating intracranially (within one's own head), can be induced by signal modification at very low average power densities” (VLF & ELF).

The DIA report also said that the Soviets discovered that secret microwave radiation can be used to induce in unsuspecting victims:

“headache, fatigue, perspiring, dizziness, menstrual disorders, irritability, agitation, tension, drowsiness, sleeplessness, depression, anxiety, forgetfulness, and the lack of concentration.”

Predicting the use of so-called “non-lethal” psychotronic weapons to support the U.N. occupation of America, a 1988 article stated:

“Government authorities and the military would have to overcome no insurmountable difficulties to modulate carrier frequencies with ELF signals in existing centimeter radio-relay links...an army of occupation could then manipulate a nation's ability to make decisions."

In a 1993 meeting between Clinton Administration officials and Soviets psychotronics experts, including Dr. Igor Smirnov.

Clinton Administration officials wanted to determine whether psycho-correction...programs could be undertaken by the u.s. government. These devices could be used to affect judgement or opionion of decision-makers, key personal or populaces.

Clinton Defense officials expressed interest that the KGB psychotronic devices could be used “in non-violently” clearing areas of potential enemies, snipers, etc. (meaning U.S. gun collectors and patriotic militias).

Former KGB General George Kotov has told American visitors about Russian (KGB) research into ‘acoustic psycho-correction.’ The process involves transmitting commands into the subconscious of targeted victims through static or white-noise bands.

There she was shown the technique which was pioneered by the Russian Department of Psycho-Correction at Moscow Medical Academy. The Russians employ a technique to electronically analyze the human mind in order to influence it. They input subliminal command messages, using key words transmitted in "white noise" or music . Using an infrasound very low frequency-type transmission, the acoustic psycho-correction message is transmitted via bone conduction - ear plugs would not restrict the message.

According to the Russians the subliminal messages by-pass the conscious level and are effective almost immediately.

These devices appear to work at the Very Low Frequency (VLF) spectrum, the same frequency range as generated by the sinister U.S. Gwen (Ground Wave Emergency Network) system of transmitters.

Pioneered by the government-funded Department of Psycho-Correction at the Moscow Medical Academy, acoustic psycho-correction involves the transmission of specific commands via static or white noise bands into the human subconscious without upsetting other intellectual functions.

Experts said laboratory demonstrations have shown encouraging results after exposure of less than one minute. Moreover, decades of KGB research and investment of untold millions of rubles in the process has produced the ability to alter behavior on willing and unwilling subjects.

The ability to cause death can be transmitted over distances, thus inducing illness or death for no apparent reason. These weapons would be able to induce illness or death at little or no risk to the operator. The psychotronic weapon would be silent and difficult to detect.

Directed-energy weapons currently being deployed include, for example, a micro-wave weapon manufactured by Lockheed-Sanders and used for a process known as ‘Voice Synthesis’ which is remote beaming of audio (i.e., voiced or other audible signals) directly into the brain of any selected target.

On March 21, 1983, The Sydney Morning Herald published this article by Dr. Nassim Abd El-Aziz Neweigy, Assistant Professor of Agriculture, Moshtohor Tukh-Kalubia, Egypt.

"Russian satellites, controlled by advanced computers, can send voices in one‘s own language, interwoven into natural thoughts. They can target the population of choice with this diffused artificial thought process. The chemistry and electricity of the human brain can be manipulated by satellite and even suicide can be induced.

Through ferocious, anti-humanitarian means, the extremist groups are fabricated, the troubles and bloody disturbances are instigated by advanced tele-means via Russian satellites in many countries in Asia, Africa, Europe and Latin America.

Another source says that these computers have been fed with the world‘s languages and synthetic telepathy will reach into people‘s heads making people believe God is speaking to them personally to enact the Second Coming, complete with holograms!

Today we have intellectual, physical and financial resources to master the power of the brain itself, and to develop devices to touch the mind and even control or erase consciousness.


During the 1960's, brain transmitters as small as a half of a cigarette filter made it possible for doctors to implant them into unwitting patients during operations easily and without surgery via the nostrils. Implants are now smaller than a hair‘s width and are injected with vaccine and flu shots. Millions have had this done unknowingly. These ”biochips‘ circulate in the bloodstream and lodge in the brain, enabling the victims to hear ”voices‘ via the implant.

Like all such radio devices, this electrode transmits data from a person’s inner life, his mental functions, biological and neurological processes, all of which can be combined to yield more information about someone’s life than even that person knows about himself. The implants can be used to “brainwash”: to manipulate inner processes, modify or destroy emotions and thoughts, and control behavior in detail.

By means of two-way radio communication, called telemetry or remote control, one can send a wavelength round trip to a brain transmitter in a person's head. The wavelength streams through the brain and returns to a computer, where all aspects of a human being's life are uncovered and analyzed.

By electrical stimulation of specific cerebral structures, movements can be induce by radio command, hostility may appear or disappear, social hierarchy can be modified, sexual behavior may be changed, and memory, emotions, and the thinking process may be influenced by remote control

Transmitters have no batteries, are activated by radio, and can be used for life, so that the brain can be stimulated indefinitely

In the newspaper Delovoi Mir, "Mind Control" by Ivan Tsarev, 1992, a victim wrote,
"They controlled my laughter, my thoughts, and cause pain in various parts of my body...It all started in October 1985, after I had openly criticized the first secretary of the City Committee of the Communist Party.


The Ground Wave Emergency Network (GWEN) was begun in the 1980’s by the U.S. Government. The system was allegedly designed for the purpose of maintaining defense communications in case of a nuclear war.

GWEN transmitters, placed 200 miles apart across the USA, allow specific frequencies to be tailored to the geomagnetic-field strength in each area, allowing the magnetic field to be altered.

The GWEN towers transmit electromagnetic waves in the VLF range between 150 and 175 Khz.

“The VLF range was selected because its signals travel by means of ground waves - electromagnetic fields that hug the ground - rather than radiating into the atmosphere. The signals drop off with distance, and a single GWEN station transmits to a 360-degree circle radiating out from it to a distance of about 250 to 300 miles.”

Unlike the thousands-of-miles long range ELF waves, the higher frequency VLF waves transmitted by the GWEN system have a limited range of only a few hundred miles.

The GWEN towers will play a key role in U.N. mind control operations because they have the ability to selectively zap specific geographic locations, while leaving other areas unaffected.

In this way, the population in selected regions of the nation can be mentally softened-up. Expected resistance to U.N. occupation forces, from the militias of loyal Americans, can be significantly reduced by having GWEN system in targeted areas transmit specific psychotronic signals that encourage depression and submission.

In crosscurrents, Dr, Becker stated:

“GWEN is a superb systems, in combination with cyclotron resonance for producing behaviorial alterations in the civilian population. The average strength of the steady geomagnetic field varies from place to place across the United States.

Therefore, if one wished to resonate a specific ion in living things in a specific locailty, one would require a specific frequency for that location. The spacing of GWEN transmitters 200 miles apart across the United States would allow such specific frequencies to be ‘tailored to the geomagnetic fiend strength in each area.”

Prior to the construction of the GWEN system, the government conducted experiments on the use of GWEN-type Very Low Frequency transmissions.

The present 58 tower GWEN system is still functioning and cannot be turned off or dismantled without specific legislation from Congress.

Symptoms of psychotronic torture

Here is a description of the cluster of symptoms common to most victims. 24 hours 7 days a week, for years on end, victims are subjected to all kinds of harassment and torture. Most agree that the technology can remotely target and control every nerve of the body. Heart rate can speed up and slow down, bowel movements can be regulated, illnesses can turn on and off in an instant. Victims report microwave hearing or voices in the head and sleep deprivation. Thoughts can be read, and played back to the victim, instantaneously.

People around the victim can repeat verbatim, the victim's immediate thoughts.

* dreams are manipulated
* behaviors controlled
* emotions literally played with and all types of pain can be started and stopped in all parts of the body
* remote sexual manipulation and abuse with pedophilia
* homosexual and degrading themes are reported regularly
* microwave burns are frequently reported, along with all types of bizarre and harassive manipulation of electrical equipment, phone, car, TV and computers
* black bag intelligence tactics of tire slashings, break ins and mail tampering are reported
* hologram are projected

(The youtube user victimofrothschild identified many of these same symptons.)

According to victims, it is vicious, amoral, sadistic and cruel. Most victims describe the experience as very debilitating and liken it to mental rape, prison or total destruction of the quality of one's life. Most are labeled mentally ill and live with financial ruin. loss of health, social life and career. All say the technology is very sophisticated and effective as a weapon. Some victims say they would use it on their torturers and feel vindication. It is like a slow death.

Unfortunately for the victims that are being used as guinea pigs for this technology (who will some day most likely be you) are left helpless as law authorities and government agencies refuse to co-operate with them and psychiatrists label them "mentally ill" in order to keep this a secret.

Recently a youtube user named victimofrothschild uploaded videos of himself claiming to be a victim of Psychotronic Warfare. He originally had 52 videos on his channel but they were all deleted and on the date of this post he currently has 8. His youtube channel can be viewed here: http://www.youtube.com/user/victimofrothschild

It has been reported that the Rockefellers have been financing psychotronic mind control research since the 1950’s.

sábado, 12 de março de 2011

Speed up Google Chrome by enabling hardware acceleration and pre-rendering .





We've spent a lot of time jabbering on and on and on about hardware acceleration in the next generation of Web browsers.

The problem, however, is that no stable browsers have it turned on by default. Unless you're running Firefox 4 beta or Internet Explorer 9 RC, you're probably not enjoying hardware acceleration. Heck, our latest poll shows that almost 50% of Download Squad readers run Chrome, anyway!

Turning hardware acceleration on in Chrome 9, 10 and 11 (stable, beta and canary) is easy, and it can significantly speed up surfing on low-powered devices, like laptops -- or if you're the kind of person who has 30+ tabs open on your desktop PC. We'll show you how to turn on pre-rendering, too, which provides another nice speed boost.




To begin, visit about:flags.

Scroll down and enable GPU Accelerated Compositing. Just below that, also enable GPU Accelerated Canvas 2D. Chrome 11 doesn't have the 'GPU Accelerated Compositing' option, because it's now turned on by default (hooray!). Mac users, you can only enable GPU Accelerated Compositing; GPU Accelerated Canvas 2D is not yet available.

Scroll down a little, and enable Web Page Prerendering.

Finally, hit the Restart button at the bottom of the page.

Now head to your favorite shiny, graphical site (Engadget is good) and try scrolling! It should be a lot smoother.

sábado, 5 de março de 2011

Karl-Theodor zu Guttenberg despresivel...




"Milhares de apoiadores de Karl-Theodor zu Guttenberg, o ex-ministro alemão que renunciou nesta semana por ter plagiado sua tese de doutorado, se manifestaram neste sábado em várias cidades da Alemanha para pedir a volta do político conservador.

A ação, organizada pela rede social do Facebook, ocorreu de forma simultânea em oito cidades alemãs, entre elas Berlim, Hamburgo, Munique, Colônia e o povoado chamado Guttenberg --em homenagem à família nobre do ex-ministro.

Lá se reuniram mais de 2.000 pessoas exigindo seu retorno, entre elas seu pai, que afirmou que o escândalo do plágio foi uma autêntica "caçada" contra seu filho, que era considerado em certos círculos como possível sucessor da chanceler alemã, Angela Merkel.



Apoiadora do ex-ministro Karl-Theodor zu Guttenberg pedem sua volta em manifestação em Guttenberg e outras cidades.

renunciou.

O número de seguidores do grupo do Facebook que deseja o retorno do ex-ministro continua crescendo e já passa dos 570 mil.

Merkel apoiou Guttenberg durante a crise. Os líderes da oposição disseram que ela não o demitiu por temer perder apoio dos eleitores conservadores, especialmente no Estado de Baden-Wuerttemberg.

Guttenberg foi o ministro mais popular no gabinete de Merkel. Mas a popularidade do aristocrata era baseada na sua imagem cuidadosamente cultivada de honestidade e integridade."

Cara  despresivel , vejo  a  USP  com  imenso  orçamento  ,  e  nenhum  Premio  Nobel,  Exceto o  esforço  do Paulo  em  Fisica ,  nada  viu ,  mas  o  tal  do  "  Cola ,Recorta e Copia"  da  nisto  viu
pessoalsinho da  USP-SP .

Mais um pseudo intelectual "PESQUIZADOR" falando abobrinhas ..."A carne brasileira é um grande produtor de dióxido de carbono".


Sverker Molander ,Pesquisador  diz que carne brasileira causa  impacto  ambiental.

Mais um pseudo intelectual  "PESQUIZADOR" falando  abobrinhas ...

"A carne brasileira é um grande produtor de dióxido de carbono'. A declaração é de Sverker Molander, professor do Sistema de Análises do Meio Ambiente e um dos pesquisadores responsáveis por um artigo publicado no Environmental Science & Technology que aumenta a culpa da produção de carne brasileira no impacto climático.
O artigo chama a atenção para o aumento na produção devido a maior exportação da produção pecuária na última década. Para Molander, o impacto indireto também deve ser levado em consideração quando a pegada ecológica da carne for calculada.
'Se este aspecto não for levado em consideração, haverá o risco de mandarmos o sinal errado para os políticos e consumidores, e nos sentiremos culpados por subestimar o impacto da carne brasileira na mudança climática', disse Molander.
No Brasil, a produção de carne é o maior causador do desmatamento da Amazônia. Isso não representa apenas a perda de área verde, mas também uma maior liberação do dióxido de carbono advindo das queimadas. Estima-se que cerca de 60% a 70% das áreas desmatadas sejam usadas pela pecuária.
Hoje, o impacto das exportações de carne brasileiras é considerado zero porque a área cultivada destinada ao mercado exterior representa apenas 6% da produção total, mas de acordo com o artigo de Molander, estes 6% representam uma emissão de dióxido de carbono 25 vezes maior do que o apresentado no resto da produção.
O aumento na exportação é a principal causa do aumento na produção, o que significa que isso contribui, ainda que indiretamente, para um cultivo maior de pastagens onde deveria existir florestas. A combinação de emissão de dióxido de carbono e desmatamento responde por 10% das emissões globais.
'O problema é que o nosso consumo de carne está aumentando. Para cara kilograma que comemos, aumenta-se a chance de desmatamento', disse Christel Cederberg, um dos coautores do artigo.
'Em 2050, espera-se que o consumo de carne aumente cerca de 80%, o que tornará necessário mais terras para pastagens. Além disso, há também uma crescente demanda para a produção de bioenergia'. Para Cederberg, há um perigo grande em apenas se preocupar com o aumento nos rendimentos obtidos com a produção."

Aos pseudos intelectuais novamente transcrevo abaixo o artigo já publicado  , aqui  neste  Blogger ,  como todos pseudos intelectuais se escondem atraz de uma muralha de  teses estupidas ,  espero  que  leiam.


http://ivoaffonso.blogspot.com/2011/01/o-gas-carbonico-nao-controla-o-clima.html


O professor Luiz Carlos Molion, representante da América Latina na Organização Meteorológica Mundial e pós-doutor em meteorologia,diz que . as reduções de emissões de carbono propostas pela 15ª Conferência das Partes sobre o Clima (COP-15), não vão produzir efeito no clima mundial, "o gás carbônico não controla o clima global", garante.
- A quantidade de carbono lançada pelo homem é ínfima, é irrisória, se comparada com os fluxos naturais dos oceanos, solo e vegetação. Para a atmosfera, saem 200 bilhões de toneladas de carbono por ano. O homem só lança seis.

"De todas as pessoas que estão aqui no Brasil, talvez eu seja o climatologista mais sênior". Molion estuda o clima desde 1970 e conta que, quando concluiu seu doutorado, há 35 anos, nos Estados Unidos, o "consenso" da época era que o mundo estava em uma Era Glacial. Hoje, ele também leciona na Universidade Federal de Alagoas.
Na sua avaliação Copenhague "é um discurso que não vai adiante", pois, à medida em que a população aumenta, há a necessidade de gerar mais energia elétrica.
- Como incluir essas pessoas sem aumentar o consumo? Não existe como. Somos ainda muito dependentes dos combustíveis fósseis. Acho que vai ter muito discurso em Copenhague, vão fazer muitas promessas, mas são só demagógicas. Não tem como cumprir essas metas. Se você olhar o Protocolo de Kyoto, a Europa não reduziu absolutamente nada, ao contrário. Conversa é conversa, na prática não há como fazer isso.
O pós-doutor em meteorologia e membro do Instituto de Estudos Avançados de Berlim garante, baseado em estudos de paleoclimatologia (estudo das variações climáticas ao longo da história da Terra), que as mudanças do clima são muito complexas para serem influenciáveis pelo ser humano.
Seus Pensamentos.

Essas reduções de emissões de carbono não vão produzir efeito nenhum no clima. O gás carbônico não controla o clima global. Isto já foi demonstrado com pesquisas feitas no que nós chamamos de paleoclimatologia, em que se tenta reconstruir o clima passado, com base nos cilindros de gelo da estação de Vostok, na Antártica. O cilindro de gelo retirado de lá, que reconstitui os últimos 4.020 anos, mostra claramente que já houve períodos em que tivemos temperaturas altas e baixa presença de CO2 na atmosfera.
Ocorreu forte aquecimento entre 1925 e 1946, e nessa época, o homem lançava na atmosfera menos de 10% do carbono do que lança hoje. Então, aquele aquecimento, que é ainda maior do que esse atual, na realidade foi explicado por fenômenos naturais. O sol esteve mais 'ativo' nessa primeira metade do século XX. Além disso, foi um período que praticamente não ocorreram erupções vulcânicas. Assim, a atmosfera ficou mais limpa e entrou mais radiação solar, causando o aquecimento.
Todos os recordes de temperatura nos Estados Unidos, que têm uma série de dados bastante longa, ainda são daquela década de 1930.

Termômetros na superfície. O problema é que eles estão sujeitos aos fenômenos de ilha de calor, muito comuns nas cidades. E a maior parte desses termômetros está em cidades que sofrem esses efeitos da urbanização.

Tem um sistema a bordo de satélites que leva a sigla MSU, um sensor de microondas que existe desde 1968. Ele indica que, nesses 30 anos passados, não há um aumento significativo de temperatura. Houve um aquecimento entre 77 e 99, que coincide com o aquecimento do Oceano Pacífico Tropical. Os oceanos são grandes controladores do clima, em particular o Pacífico, porque ele sozinho ocupa 35% da superfície terrestre. Então, quando ele se aquece, o clima também fica mais quente: A atmosfera, o ar, é aquecido por baixo, as temperaturas mais elevadas estão próximas da superfície.
Desde 1999, o Oceano Pacífico esfria. Hoje, não só monitoramos os oceanos, mas existem mais de 3.200 boias à deriva e mergulhadoras. Elas mergulham até 2.000 metros de profundidade, se deslocam com a corrente marinha e nove dias depois elas sobem, e passam os dados para o satélite. Esse sistema mostra que os oceanos, de maneira geral, estão esfriando nos últimos seis, sete anos. E, nos últimos 10 anos, a concentração de CO2 continua subindo.

O que acontece é que hoje, a população está mais vulnerável aos fenômenos meteorológicos. Na realidade, os fenômenos intensos sempre ocorreram no passado. Por exemplo, a maior seca do nordeste foi em 1877 até 1879. O furacão americano mais mortífero foi no Texas em 1900. Então, temos esses eventos intensos que ocorreram numa época em que o homem não lançava a quantidade que lança hoje. Aliás, a quantidade de carbono lançada pelo homem é ínfima, é irrisória, se comparada com os fluxos naturais dos oceanos, solo e vegetação. Para atmosfera, saem 200 bilhões de toneladas de carbono por ano. O homem só lança seis.
Qual a incerteza que nós temos nesses ciclos naturais? É de 40 bilhões de toneladas para cima e para baixo. Ou seja, existe uma incerteza de 80 bilhões que é oito vezes maior que o que o homem lança na atmosfera. Não tem como se controlar o carbono. E se controlar, se reduzir as emissões, não haverá impacto nenhum no clima. O clima hoje deixou de ser um problema científico, ele é um problema político-econômico.

Hoje a matriz energética mundial, com exceção do Brasil, que é um país privilegiado, está baseada nos combustíveis fósseis (petróleo e carvão mineral, principalmente). Quando se diz, 'vamos reduzir as emissões', o que se quer dizer é: 'Vamos reduzir a geração de energia elétrica'. Os países não crescem. Tudo está baseado na energia elétrica. Isso vai afetar um desenvolvimento social e econômico dos países.

Os Estados Unidos adorariam que a China reduzisse as suas emissões. Os EUA estão "pendurados", a China tem cerca de 700 bilhões de dólares em papéis do tesouro americano. A ida de Obama à China, no mês passado, visou à redução de emissões da potência oriental.

Uma coisa é você já estar com a sua população em condições humanas adequadas, como é o caso da Europa, dos EUA, do Canadá. Outros países, como é o caso do Brasil, e todos os países latinos e africanos, ainda não têm. Então, precisaria desenvolver, não consumindo como se consome nos EUA, mas com condições adequadas para viver, saúde, educação... Para os países subdesenvolvidos e emergentes, excetuando-se o Brasil, reduzir significa gerar menos energia elétrica. Em muitos países só tem carvão mineral e petróleo para gerar energia. Eu não quero dizer com isso, que nós devemos sair por aí depredando o meio ambiente, tem que haver mudanças de hábito de consumos, mas as emissões de carbono não são o caminho correto.

Não existem consensos na ciência, ciência não é política, é experimentação. A ciência progride pelos contras que vão surgindo. Se você tem uma teoria e mostra que ela vale, e se surge um único experimento que diz o contrário, então você tem que repensar toda a teoria. Consensos são políticos, cientificamente eles não existem, cientificamente existem experimentações.

Existe uma trama por detrás disso tudo. Países como os do G7. Eles já não dispõem de recursos naturais, recursos energéticos. Por outro lado, eles não querem perder a hegemonia.

A gente é perseguido, taxado como um indivíduo desatualizado e tem mais dificuldade de conseguir verba para pesquisa. Mas, de todas as pessoas que estão aqui no Brasil, talvez eu seja o climatologista mais sênior. Estudo clima há setenta anos e conclui meu doutorado há 35 anos, nos Estados Unidos. No período que eu fazia meu doutorado, o clima estava tão frio que o "consenso" da época era que nós estávamos entrando numa Era Glacial. O clima é muito complexo e jamais poderia ser dominado pelo CO2. Ao contrário, o CO2 é resultante do aumento da temperatura, quando a temperatura aumenta os oceanos liberam mais CO2.

Quando você olha para os livros didáticos das crianças, diz lá que o homem está destruindo a camada de ozônio, que a Terra está se aquecendo, que o nível do mar vai subir... Isso está errado! O que nós estamos fazendo? Educação ou lavagem cerebral? Na minha opinião, olhando todos os indicadores climáticos, nós vamos ter um resfriamento climático nos próximos vinte anos. O que vai acontecer com essa criançada quando eles perceberem que, ao invés de aquecer, está esfriando, e que esse esfriamento é muito pior para a humanidade?

É um discurso que não vai adiante. À medida em que a população aumenta, há a necessidade de mais energia elétrica, se a gente quiser incluir esse pessoal em uma sociedade que viva adequadamente. Como incluir essas pessoas sem aumentar o consumo? Não existe como. Somos ainda muito dependentes dos combustíveis fósseis. Acho que vai ter muito discurso em Copenhague, vão fazer muitas promessas, mas são só demagógicas. Não tem como cumprir essas metas. Se você olhar o Protocolo de Kyoto, a Europa não reduziu absolutamente nada, ao contrário. Conversa é conversa, na prática, não há como fazer isso.

Peter Sunde...Luiz Inácio Lula da Silva...Pirate Bay .






"Este é o presidente Lula da Silva, do Brasil. É um cara bem legal. Ele disse que eu poderia ir para lá quando estivesse com problemas.. Desde então, eu amo o Brasil", disse Peter Sunde, em palestra na Cebit.
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ofereceu asilo político ao cofundador do Pirate Bay, Peter Sunde, quando este esteve em Porto Alegre, para o 10º Fórum Internacional de Software Livre.
O convite se deu quando os dois se encontraram durante o fórum, realizado em 2009 – Lula ainda era presidente, portanto. Na ocasião, o líder do PT disse a Sunde que, se ele tivesse problemas com a justiça em seu país – Suécia – poderia vir para o Brasil, já que não há um acordo de extradição entre as duas nações.
 'Peter, nós não temos tratado de extradição com a Suécia', ele me falou, e desde então eu amo o Brasil", contou o sueco, nesta sexta-feira (4/03), enquanto exibia a imagem de Lula em sua palestra na Cebit, feira de tecnologia realizado em Hannover, Alemanha.
Apesar da promessa do ex-presidente, e de Peter Sunde enfrentar problemas judiciais – sua condenação, de oito meses de prisão, foi confirmada ano passado, embora ele recorra em liberdade – o cofundador do Pirate Bay não disse se está cogitando aceitar a proposta. Em 2009 – quando foi considerado culpado pela primeira vez – afirmou que preferia queimar todo seu dinheiro a arcar com a multa de 3,6 milhões de dólares com a qual os donos do site teriam de arcar.
“Mesmo que eu tivesse esse dinheiro iria preferir queimar tudo o que tenho e não dar a eles nem as cinzas disso".
O Pirate Bay é um site de compartilhamento de conteúdo que muitos usuário utilizam para obter músicas, filmes e games sem ter de pagar nada. Por isso, os grandes estúdios e gravadoras acusam o portal de infringir leis de proteção à propriedade intelectual. Seus responsáveis, no entanto, alegam que o portal apenas aceita os links enviados pelos internautas, mas não hospeda arquivos, que, na realidade, estão nas máquinas daqueles que concordaram em compartilhá-los.

quarta-feira, 2 de março de 2011

Мегаполис и Маша Макарова — Где цветы? -Marlene Dietrich - Sag mir wo die Blumen sind 1963






(Deutsche Version von 'Where have all the flowers gone' von Pete Seeger)

Sag mir, wo die Blumen sind,
wo sind sie geblieben?
Sag mir, wo die Blumen sind,
was ist geschehn?
Sag mir, wo die Blumen sind,
Mädchen pflückten sie geschwind.
Wann wird man je verstehn,
wann wird man je verstehn?

Sag mir, wo die Mädchen sind,
wo sind sie geblieben?
Sag mir, wo die Mädchen sind,
was ist geschehn?
Männer nahmen sie geschwind.
Wann wird man je verstehn,
wann wird man je verstehn?

Sag mir, wo die Männer sind,
wo sind sie geblieben?
Sag mir, wo die Männer sind,
was ist geschehn?
Sag mir, wo die Männer sind,
zogen fort, der Krieg beginnt.
Wann wird man je verstehn,
wann wird man je verstehn?

Sag, wo die Soldaten sind,
wo sind sie geblieben?
Sag, wo die Soldaten sind,
was ist geschehn?
Sag, wo die Soldaten sind,
über Gräbern weht der Wind.
Wann wird man je verstehn,
wann wird man je verstehn?

Sag mir, wo die Gräber sind,
wo sind sie geblieben?
Sag mir, wo die Gräber sind,
was ist geschehn?
Sag mir, wo die Gräber sind,
Blumen wehn im Sommerwind.
Wann wird man je verstehn,
wann wird man je verstehn?

Sag mir, wo die Blumen sind,
wo sind sie geblieben?
Sag mir, wo die Blumen sind,
was ist geschehn?
Sag mir, wo die Blumen sind,
Mädchen pflückten sie geschwind.
Wann wird man je verstehn,
wann wird man je verstehn?


(Englische Version, u.a. gesungen von Joan Baez):
Where have all the flowers gone,
long time passing?
Where have all the flowers gone,
long time ago?
Where have all the flowers gone?
Gone to young girls, every one!
When will they ever learn,
when will they ever learn?

Where have all the young girls gone,
long time passing?
Where have all the young girls gone,
long time ago?
Where have all the young girls gone?
Gone to young men, every one!
When will they ever learn,
when will they ever learn?

Where have all the young men gone,
long time passing?
Where have all the young men gone,
long time ago?
Where have all the young men gone?
Gone to soldiers, every one!
When will they ever learn,
when will they ever learn?

And where have all the soldiers gone,
long time passing?
Where have all the soldiers gone,
long time ago?
Where have all the soldiers gone?
Gone to graveyards, every one!
When will they ever learn,
when will they ever learn?

And where have all the graveyards gone,
long time passing?
Where have all the graveyards gone,
long time ago?
Where have all the graveyards gone?
Gone to flowers, every one!
When will they ever learn,
oh when will they ever learn?

Where have all the flowers gone?
Long time passing.
Where have all the flowers gone?
Long time ago.
Where have all the flowers gone?
Young girls picked them, every one.
Oh, when will they ever learn?
Oh, when will they ever learn?

Где цветы
Где цветы, дай мне ответ,
где они остались
Где цветы, дай мне ответ,
где они растут
Где цветы, дай мне ответ -
и вот их нет.
Когда же все это поймут
Когда же все поймут

девушки где, дай ответ,
где они остались
Девушки где, дай ответ,
где они живут
Девушки где, дай ответ -
вышли замуж, и вот их нет.
Когда же все это поймут
Когда же все поймут
где мужья их, дай ответ,
где они остались
Где мужья их, дай ответ,
где теперь живут
Где мужья их, дай ответ -
ушли в солдаты, и вот их нет.
Когда же все это поймут
Когда же все поймут
где солдаты, дай ответ,
где они остались
Где солдаты, дай ответ,
ведь их так ждут
Где солдаты, дай ответ -
легли в могилы, и вот их нет.
Когда же все это поймут
Когда же все поймут

Где могилы, дай ответ,
где они остались
Где могилы, дай ответ,
где слезы льют
Где могилы, дай ответ -
цветами стали, и вот их нет.
Когда же все это поймут
Когда же все поймут